Quarta, 26 de junho de 2019
PTEN

Notícia

Banco Pan fecha 2014 com lucro de R$ 7,8 mi

[ Valor Econômico /Online - 2015-02-11 - pág: Online Fabiana Lopes e Daniela Machado ]

Banco Pan fecha 2014 com lucro de R$ 7,8 mi Valor Econômico - Finanças - 11/02/2015

A venda da Pan Seguros e da Pan Corretora, concluída em dezembro, ajudou o Banco Pan a fechar o quarto trimestre com lucro líquido de R$ 226,5 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 182,9 milhões registrado um ano antes. Foi o primeiro período no azul desde o segundo trimestre de 2013. No ano, o lucro líquido foi de R$ 7,8 milhões, ante um resultado negativo de R$ 151,7 milhões em 2013.A empresa de seguros foi adquirida pela BTG Pactual Seguradora, enquanto a corretora ficou com BTG Pactual e Caixa Participações, pelo valor total combinado de R$ 580 milhões. Essas operações trouxeram ao banco um resultado líquido de R$ 231,9 milhões no último trimestre do ano passado."Esse resultado é fruto de um planejamento que contemplava a melhora da estrutura de capital do banco. Foi importante para que a gente consiga continuar crescendo", disse o presidente do banco, José Luiz Acar Pedro, em entrevista ao Valor. Dentro desse planejamento, o banco também fez um aumento de capital.Acar espera que, a despeito da economia enfraquecida em 2015, o banco continue reportando resultados positivos nos próximos trimestres, mesmo sem contar com efeitos não recorrentes como o do último trimestre. Uma das apostas do banco é continuar expandindo as operações de crédito consignado, que teve o avanço mais significativa da carteira total, e também de financiamento imobiliário.No caso do consignado, o estoque aumentou 22,5% no trimestre e 124% no ano, chegando a R$ 3,88 bilhões - o que corresponde a 22% do portfólio total do banco. No quarto trimestre de 2014, essa carteira foi influenciada, especialmente, por uma extensão de prazos de convênios importantes, dos servidores públicos e do INSS. "Isso fez com que tivéssemos originação mais forte", disse o superintendente de relações com investidores do banco, Inácio Caminha, em conferência com analistasA carteira total de empréstimos do banco com resultado retido no balanço, que exclui os créditos cedidos com coobrigação, cresceu 6,9% no trimestre e 15,5% em 12 meses, fechando o ano em R$ 17,536 bilhões.O banco não divulga o seu índice de inadimplência, mas Acar disse que está tranquilo com os ativos do banco e também com a exposição da carteira às empresas listadas na Operação Lava-Jato. "Nossa exposição é inferior a 0,25% e não acho que teremos problemas", afirmou.

BFRE
Brazilian Mortgages
Brazilian Securities
Criação Kwarup | Desenvolvimento 18digital